O BLOG DE MARKETING DA ZNIT

Encontre-nos nas redes:

Não deixe seu negócio nas mãos do Zuckerberg

O Instagram é uma peça fundamental em um bom planejamento de marketing, mas não é e nunca pode ser a única.


Publicado em 20 de janeiro de 2020

Em meados de 2002 o Google entrara em uma disputa com a gigante Microsoft pela contratação de um prodígio engenheiro turco. Não foi fácil, mas a política dos Passion Projects, aonde os colaboradores podiam utilizar 20% do seu tempo para se dedicar em projetos pessoais que tinham relação com o Google, foi determinante para escolher abandonar sua própria startup de tecnologia e iniciar sua trajetória no Vale do Silício, uma história que em alguns anos impactaria a vida de 300 milhões de pessoas. O nome do engenheiro? Orkut Büyükkökten.

Quem diria?

Dois anos depois, surgia o site de relacionamentos Orkut. Inicialmente era preciso um convite para adentrar a rede, que foi um sucesso meteórico. Comunidades, depoimentos, scraps, crushs, … como poderíamos ter vivido até então sem um site como esse? Quem poderia imaginar a queda de um gigante, gerenciado pela marca que mais crescia no mundo. Mas aconteceu.

Instabilidades frequentes foram afastando os americanos da ferramenta que acabou dominada por brasileiros e indianos. Em 2008, o Google Brasil passa a ter controle mundial sobre a ferramenta em uma tentativa de encontrar o caminho do crescimento. Em 2011 os números do site registram uma queda vertiginosa que logo resultaria no fechamento das portas.

Muitos gigantes já caíram

Quem se lembra do ICQ? Estima-se que no início dos anos 2000, 1 em cada 4 usuários de internet no mundo tinham um número de ICQ, o UIN (Universal ICQ Number). Chegando em seu ápice a mais de 100 milhões de usuários, em uma época que o Brasil possuía cerca de 9 milhões de usuários. Por acaso, eu era um deles. O ICQ foi um grande sucesso, assim como o IRC, o MSN, o MySpace, o Fotolog e muitos outros.

Mas não é toda hora e não vai ser da noite para o dia…

Ok, eu também não acredito que o Instagram possa simplesmente fechar as portas a qualquer momento. Mas tenho aqui 3 motivos bem reais para você deixar de ser um zuckerdependente:

1. Não coloque todos os ovos em uma única cesta

Não precisa ser um gênio da bolsa de valores para entender que a ideia de diversificar, diminui os riscos. No caso das redes sociais, temos o agravante de que, pasme, algumas pessoas simplesmente não têm Instagram ou talvez não usem na frequência que você gostaria.

2. Mesmo que todo mundo estivesse lá, seu alcance é restrito

O algoritmo do Instagram entrega muito menos conteúdo se compararmos com outras redes (lê-se Facebook, LinkedIn e Twitter). O que isso quer dizer? Quando você faz uma postagem, apenas uma parcela do seu público vai ler a publicação, por diversos motivos, esse artigo fala um pouco mais do algoritmo do Instagram.

3. Entenda as diferentes personas e jornadas do cliente

O Tony tem 30 anos, trabalha com tecnologia, passa 90% do seu tempo conectado, adora fazer compras na internet, porém não usa o Instagram para pesquisar produtos, quando ele quer pesquisar produtos vai no Google. Você conhece alguém que é assim? Existem milhares, quer dizer, milhões. Se todos os caminhos levam a Roma, nossa empresa precisa estar preparada para aparecer e atender clientes por seja lá qual for o caminho que essa pessoa escolheu.

E se…

Mas e se, de repente, por engano ou por motivos desconhecidos, o Instagram apagasse a sua conta? Acredite, é possível. Existem milhares de relatos na internet de contas que foram apagadas por infringir os Termos de Uso da plataforma. É um direito deles. Agora me responda: você já leu os termos de uso do Instagram?

Chega de terrorismo e vamos à prática. O que podemos fazer para garantir nossa sobrevivência em casos de queda, instabilidade ou problemas maiores no Instagram?

Construa sua própria rede

Quanto mais informação você tem em seu banco de dados, mais seguro você fica e mais resultado você pode ter sem depender de terceiros. Estratégias eficientes de vendas por e-mail e Whatsapp, só são possíveis para quem construiu uma rede grande, segmentada e engajada. O desenvolvimento de um site preparado para construir e manter essa atmosfera ativa é um passo importante que sua empresa precisa dar.

Tenha um site otimizado

Não estamos falando de ter um site para inglês ver. Estamos falando em desenvolver uma ferramenta de marketing que vai servir para cadastrar prospects através de landing pages, materiais digitais e newsletter. Além de atrair e converter clientes com baixo custo através de artigos e posicionamento orgânico.

Criação de site - Tudo o que você precisa saber
criação de site profissional Criação de site – Tudo o que você precisa saber

Mantenha uma comunicação próxima

Sabe aquele amigo que não te chama pra mais nada? Com o passar do tempo, vocês vão distanciando e você também não chama ele. Com a sua marca é a mesma coisa. Não importa o canal de comunicação que você escolheu, pode ser e-mail, Whatsapp, SMS ou todos juntos. Apenas catalogar as pessoas não é o suficiente, é preciso manter a audiência engajada.

E não se esqueça: mais importante que o canal é a mensagem

Ninguém gosta de receber ligações de telemarketing. Por que seria diferente com Whatsapp e e-mail? Não utilize os canais de comunicação da sua empresa para ficar oferecendo produtos. Todo mundo precisa vender, mas tem jeito pra isso. Comunique com o coração, contribua com o dia do seu cliente, que a venda será uma consequência.

Quais canais de comunicação vem gerando resultados para o seu negócio? Conte pra gente!

Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog para receber os melhores conteúdos sobre marketing e vendas.